Instituto de Mulheres Negras do Amapá completa 22 anos da melhor forma: dialogando direitos e traçando estratégias com o apoio da AMNB

O IMENA é filiado à AMNB há 21 anos e, recentemente, foi contemplado pelo Edital de Fortalecimento Interno da Articulação

O Instituto de Mulheres Negras do Amapá (IMENA) é uma organização que atua em rede, promovendo a formação política de mulheres negras rurais e urbanas, abordando temas como violência, racismo, gênero, raça, feminismo negro Amazônico, meio ambiente e bem viver; ocupando espaços de controle social, como conselhos direitos, ocupando ruas com a participação em atos públicos; fazendo advocacy junto ao legislativo, executivo, visando incidir nas políticas públicas e fortalecer a luta antirracista.

Filiado à Articulação de Organizações de Mulheres Negras (AMNB) há 21 anos, o IMENA foi contemplado pelo Edital de Fortalecimento Interno com o Projeto Dialogando Direitos com Mulheres Negras na Pandemia e, com o apoio recebido, desde março vem realizando encontros com 25 mulheres negras das comunidades do Lago da Vaca e do Macapaba – bairros periféricos de Macapá (AP) – para discutir temas como a violência do machismo/sexismo, pobreza e estratégias de enfrentamento a essas problemáticas.

“Ainda vivemos em uma sociedade patriarcal, onde as desigualdades sociais, principalmente de gênero, raça e econômica, ainda estão muito presentes em nosso meio. Se tratando de mulheres negras amazônicas, essas desigualdades aumentam. Por isso, ao discutir estes temas como elementos estruturantes da desigualdade, é possível identificar situações vividas diariamente do racismo, o machismo/sexismo dentro da sociedade, que as levam a viver na fronteira da pobreza”,

afirmam as representantes do IMENA.

Além das rodas de conversa, a organização também vem realizando ações de ajuda humanitária com a distribuição de alimentos às mulheres que estão integrando o projeto. No próximo dia 21 de maio, acontecerá a última roda de conversa para aplicação de questionário de avaliação e encerramento do projeto.

IMENA comemora 22 anos

Hoje, dia 7 de maio, o IMENA completa 22 anos de existência e caminhada na luta pelo Bem Viver e fortalecimento das Mulheres Negras Amazônicas e Brasileiras, e comemora uma trajetória de incidência política com a criação de projetos que culminaram na inclusão do debate do racismo institucional no Amapá e em políticas públicas como a Rede de Atendimento à Mulher – RAM, instituída pela Lei n° 1764/2013 e a PORTARIA nº 725/2015 SESA, que institui o Comitê Técnico Saúde Integral da População Negra; a PORTARIA nº 72412015-SESA que regulamenta a obrigatoriedade do preenchimento do quesito “cor” nos Formulários e no Sistema de Informações de Saúde – SUS, nos bancos de dados utilizados pelos programas de saúde, sob responsabilidade da Secretaria de Estado da Saúde – SESA.

“Podemos perceber o quanto já caminhamos e aonde chegamos, quando pensamos que uma organização de mulheres negras no meio da Amazônia foi capaz de mudar a vida de suas associadas e de outras mulheres negras do estado, na maneira de ver o mundo e de entender que a sutileza do racismo fazia com elas não saíssem do lugar destinado para a mulher negra na sociedade amapaense”, comemoram as representantes da organização.

Acompanhe as ações do IMENA pelo Instagram @imena_ap.

Compartilhe essa notícia:

Deixar uma resposta