Em defesa da cidadania e Bem Viver da população pernambucana, Robeyoncé Lima para Deputada Federal

Candidata tem apoio da Rede de Mulheres Negras de Pernambuco

Robeyoncé Lima (PSOL – 5000) é advogada, travesti, mulher preta, cria da periferia de Pernambuco e candidata a Deputada Federal. Atualmente, é Codeputada Estadual junto à Mandata Coletiva Juntas e tem sua atuação marcada pela defesa dos direitos do povo negro e enfrentamento às opressões contra a comunidade LGBTQIA+. Robeyoncé também é vice-presidenta da Comissão da Verdade Sobre a Escravidão Negra pela OAB-PE.

A candidatura de Robeyoncé à Câmara dos Deputados traz como principais bandeiras de luta a promoção da cidadania e o Bem Viver de toda a população, sobretudo os grupos vulnerabilizados. Para isso, a candidata propõe políticas de desencarceramento, ressocialização e segurança pública cidadã; renda básica universal permanente com foco em famílias e pessoas LGBTQIA+ e mães solo; políticas de saúde que garantam a disponibilidade de profissionais, tratamento, equipamentos e medicamentos para atender as demandas de populações específicas, como pessoas negras e LGBTQIA+; políticas de permanência nas escolas e universidades para ampliar e fortalecer a lei de cotas.

Apoiada pela Rede de Mulheres Negras de Pernambuco, a candidatura de Robeyoncé, assim como seu projeto político, estão alinhadas às discussões e reivindicações oriundas do Movimento de Mulheres Negras Brasileiro: “Estou atenta e comprometida com os documentos norteadores e cartas compromisso que têm sido propostos pelos movimentos de mulheres negras, assim como esses documentos estão sendo incorporados ao programa da candidatura, outros diálogos foram feitos para a construção das nossas propostas”, afirma a candidata.

Mesmo com o histórico de atuação política na Assembleia Legislativa de Pernambuco e com a construção de uma candidatura que se mostra potente e expressiva, Robeyoncé conta que ainda passa por um processo de isolamento político e deslegitimação – até mesmo no meio progressista -, fruto da cultura transfóbica enraizada no imaginário coletivo que ainda tem dificuldade em conceber que os espaços de poder e tomadas de decisão podem e devem ser ocupados por corpos trans e travestis. 

No entanto, certa dos seus propósitos e do projeto político que defende e constrói, Robeyoncé segue disputando o seu espaço para ser Deputrava Federal e nos representar na Câmara: “Sigo fazendo minha atuação e incidindo no que acredito como necessário para promover o bem viver para todas, todes e todos”, enfatiza.

Acompanhe e saiba mais sobre a candidata clicando aqui!

Compartilhe essa notícia:

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.