Contra as opressões, preconceitos e exploração, Madalena Nunes para o governo do Piauí

Candidata defende que mulheres negras ocupem os espaços de poder e tomada de decisão que lhes foram negados historicamente

Natural da cidade de Floriano (PI), Madalena Nunes (PSOL – 50) se descreve como uma mulher negra, feminista e filha de lavradores. Com formação em História e Direito e especialização em Direitos Humanos, Madalena é servidora pública, militante sindical, integra a Frente Popular de Mulheres do Piauí, atua no Movimento de Mulheres e Direitos Humanos. Engajada na luta contra as opressões, preconceitos e exploração, Madalena é candidata a governadora do Piauí, ao lado de Cyntia Falcão, candidata a vice-governadora.

Dentre as principais pautas e bandeiras de luta defendidas pela candidatura de Madalena, estão as políticas públicas para atenuar desigualdades sociais, alcançando principalmente mulheres negras cis e trans, população negra de modo geral, população LGBTQIA+, comunidades tradicionais, pessoas com deficiência, juventudes e pessoas idosas. 

Diante das dificuldades enfrentadas dentro do próprio partido que, segundo a candidata, não tem priorizado a organização e construção coletiva das candidaturas, Madalena tem estado em diálogo com os Movimentos de Mulheres Negras e destaca  importância da organização e construção coletiva das pautas das mulheres negras, sobretudo no atual momento político, em que uma série de violências e violações dos direitos humanos recaem sobre essa população.

“Nós, mulheres negras, precisamos assumir o protagonismo político e ocupar os espaços que nos são negados ao longo da história. Somos maioria e não admitimos mais que homens brancos e ricos decidam sobre a nossa vida sem nós”, afirma Madalena.

Acompanhe a campanha e saiba mais sobre Madalena!

Compartilhe essa notícia:

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.