Rede Candaces desenvolve projeto que estimula o autocuidado entre ativistas da organização

Apoiadas pelo Edital de Fortalecimento Interno da AMNB, as ativistas realizarão encontro presencial entre os dias 27 e 29 de maio

A Rede Nacional de Lésbicas e Mulheres Bissexuais Feministas Negras – Candaces é uma organização de alcance nacional que atua no enfrentamento a todas as violências de gênero, incluindo mulheres transexuais e travestis, através da luta antirracista, antiproibicionista, anticapacitista, contra o patriarcado e o machismo, além de defender a livre orientação sexual, a saúde pública e o direito à vida.

Contemplada pelo Edital de Fortalecimento Interno da Articulação de Organizações de Mulheres Negras Brasileiras (AMNB) no Eixo 1: Autocuidado Institucional, a Rede Candaces está desenvolvendo o projeto Dagô: Cuidando de si, cuidando uma das outras, deixando-se cuidar.

O projeto tem como objetivos: compreender a importância da inclusão de práticas de autocuidado e cuidados entre as ativistas da rede como estratégia de fortalecimento individual e coletivo; apontar  caminhos que possibilitem a prática de autocuidado e cuidados com as outras; adotar estratégias contínuas de autocuidado e cuidados recíprocos como ação política para o bem viver.

A Candaces realizou oficinas online de autocuidado durante o último mês de março e o próximo passo do projeto é o encontro de avaliação e autocuidado das coordenadoras e articuladoras nacionais, que deve acontecer entre os dias 27 e 29 de maio.

Segundo Altamira Simões, representante da Rede Candaces, as práticas de autocuidado promovem “qualidade de vida, harmonia emocional, equilíbrio nas ações e melhora nas relações interpessoais”. Ela ressalta ainda que o autocuidado posiciona as mulheres negras em um lugar de humanidade que é negado historicamente pelo racismo.

Com a realização do projeto, as ativistas da Rede Candaces esperam fortalecer o coletivo, melhorar a organização interna e o planejamento de ações, além de estreitar vínculos afetivos e políticos entre elas. 

Para acompanhar as ações da Rede Nacional de Lésbicas e Mulheres Bissexuais Feministas Negras – Candaces e ficar por dentro das novidades, siga @candaces_br no Instagram.

Compartilhe essa notícia:

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.